História

ACIC como tudo começou

O município de Canela existia há apenas cinco dias quando um grupo de empresários liderados pelo Dr. João kessler Coelho de Souza fundava, na sede da Liga de Defesa  Nacional, a Associação Comercial e Industrial de Canela (ACIC). Era uma terça-feira, 2 de janeiro de 1945. Entre os presentes à reunião histórica, que congregou 62 empresários, estavam nomes como: Danton Correa da Silva, Pedro Oscar Selbach e Patrício Zini.
 

A primeira diretoria da ACIC foi eleita por aclamação. Escolhido como presidente, Ambrósio Maggi comandaria os esforços iniciais de estruturação da entidade, sendo reeleito quatro vezes até o ano de 1951. Na primeira gestão acompanharam Maggi os empresários Emilio Diestmann (1º Vice), João Baldasso (2º vice), Nagibe da Rosa (1º secretário), Claudino Bertolucci (2º secretário), Adacy Travi (1º tesoureiro), Pedro Oscar Selbach (2º tesoureiro), Eduardo Gans (1º bibliotecário), Egon Jung (2º bibliotecário), João kessler (consultor jurídico) e Danton Correa da Silva, Carlos Walter Rocke, Basílio Travi, Patrício Zini, Constantino Fernandes Raymundo, Silvino Rafael Zanatta e W. Reinaldo Dieterich (conselheiros fiscais). Para comemorar a emancipação política do município e a fundação da ACIC, os empresário promovem, no dia 06 de janeiro de 1945, um churrasco festivo que contou com a presença do primeiro prefeito nomeado de Canela, Nelson Schneider.
 
1º Estatuto - No dia 26 de janeiro, são aprovados os estatutos da entidade, com 52 artigos.
A sede oficial seria inaugurada quatro meses depois na residência do presidente Ambrósio Maggi, situada na rua Dona Carlinda em frente à atual Casa de Canela.

Em 1945, Canela centrava sua economia na exploração da madeira. Sentindo a necessidade de ampliar os sistemas de financiamento dos empresários do setor, a ACIC solicitou o atendimento do Banco do Brasil, através da Carteira de Exportação e Importação. Esse seria o primeiro passo em direção à instalação definitiva de uma agência do banco do município.

As preocupações da entidade também se voltavam, desde cedo, a soluções de problemas menos complexos, como a desativação do carro-buffet do trem que fazia a linha Porto Alegre-Canela. Uma carta em nome da entidade à direção da Viação Férrea bastou para registrar o saboroso serviço da linha.
 
A liderança de Ambrósio Maggi seria substituída em 23 de fevereiro de 1951 pela de a Adelar Corso. Perseguindo os ideais da diretoria anterior, o presidente da ACIC eleito para a gestão 51/52 teve dificuldades em garantir a ainda frágil união dos empresários em torno da associação. Dispersos, os associados só voltariam a se congregar novamente em 1957 atendendo a convocação do próprio Adelar, que tentava revigorar a entidade. Como desde 1952 a ACIC não tinha uma diretoria legalmente constituída, o presidente decidiu nomear uma comissão de reestruturação para liderar uma campanha de adesão de novos sócios e regularização da situação dos antigos membros.
 
Em 13 de novembro de 1957, a assembléia da ACIC escolhe Osmildo Oppitz como novo presidente. A partir de 2 de dezembro daquele ano, quando é inaugurada oficialmente a nova sede da associação na rua Júlio de Castilhos, junto a Associação Rural, os empresários começam a pressionar o governo estadual para a abertura da estrada entre Canela e Taquara. A instalação de uma agência do Banco do Brasil no município continua na pauta das reuniões, assim como a ampliação da rede elétrica da cidade que, naquela época, vivia às escuras. neste período, a ACIC já possuía um fichários com informações sobre candidatos a emprego, visando a qualificação da mão-de-obra utilizada pelas empresas. Em janeiro de 1958, o presidente da ACIC de São Leopoldo, Helmuth Kuhn, assessora os empresários locais na elaboração dos novos estatutos, que são aprovados em 19 de maio daquele ano. Eleito para festão 57/58, Osmildo Oppitz, no entanto, permaneceria no cargo até 1966. neste período não houve eleições e a ACIC sofreu novamente com a desarticulação dos associados.
 
A ausência de uma entidade representativa, porém, incomodava o empresariado. O resultado desse confronto surgiu em 30 de agosto daquele ano quando o movimento pró-revitalização da ACIC elegeu como presidente o empresário Ary Antonio Piva. A principal tarefa da nova diretoria, além de reformular os estatutos - que seriam aprovados no dia 15 dezembro de 1966 com 38 artigos - foi organizar a entidade e fornecer material informativo aos empresários, que se deparavam com a nova lei tributária nacional. O problema foi solucionado através da emissão de circulares e da promoção de palestras. Visando fortalecer a associação, Ary filia a ACIC à Federação das Associações Comercial do Rio Grande do Sul.
 
A partir de 1967, as diretorias da ACIC investiam pesado nos cursos técnicos com o objetivo de qualificar os serviços das empresas. Os primeiros foram realizados na gestão de Kurt Benno Saul, eleito no dia 13 de setembro de 1967. O convênio com o Serviço Nacional do Comércio (SENAC) possibilitou a promoção dos cursos de "Embalagem Comercial" e "Psicologia e Técnicas de vendas". A grande conquista nesta gestão, todavia, seria a instalação de uma agência do Banco do Brasil no município, antigo anseio que se concretizou em 1968 após uma intensa pressão da entidade. A aposta nos cursos segue sendo a prioridade da diretoria eleita em 25 de junho de 1969. Sob a liderança de João Carlos Roehe, a ACIC investe nos convênio. Além do SENAC, a associação organiza cursos com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e com o Serviço Social do Comércio (SESC). Em 1972, Nestor Beal assume a presidência da entidade. Na gestão 72/76, uma conquista importante. A morosidade do sistema telefônico semi-automático é solucionada pela implantação do DDD no município. A linha direta facilitou a vida da comunidade, agilizando os serviços de comunicação. Não bastasse a instalação do DDD local, a ACIC ainda auxiliou na conquista da discagem direta para o município de Gramado. Com a ida de Nestor Beal para Gramado em 1976, a ACIC parecia destinada a mais uma etapa difícil, pois neste ano já mostrava sinais de nova desarticulação empresarial. Os associados ainda resistiam, mantendo viva a entidade por mais três anos. Em 30 de setembro de 1976 era eleito Olício Port para presidência 76/78. A maior vitória desta gestão foi a instalação em Canela de uma unidade do Serviço Social da Indústria (SESI), esforço recompensado em 1980 com a inauguração do Centro de Lazer Dr. Ildo Meneghetti. Após esta conquista, Olício Port, que foi reeleito em 1978, se afasta dos trabalhos da entidade para se dedicar ao curso de pós-graduação em Direito na Universidade de Caxias do Sul. Sem novas eleições, a ACIC ficaria desativada até 1983.
 
O período de quatro anos em que a ACIC paralisou suas atividade serviu para conscientizar definitivamente o empresariado. Tendo em seus anais uma história rica em conquistas, a associação se tornara imprescindível.

ACIC é reativada e permanece ativa - A ACIC volta a unir os associados em 1983 para retomar sua caminhada que desta vez não seria mais interrompida. Sob a liderança de Ricardo Pires Pereira, eleito presidente em 28 de outubro daquele ano para a gestão 83/85, são colocadas como prioridades o restabelecimento de uma sede, a organização do quadro social e a criação de uma secretaria executiva. Além disso, a ACIC inaugura uma nova estrutura administrativa com a criação das vice-presidências do comércio, indústria e serviços. Nesta época, a entidade começa a apoiar sistematicamente os eventos do município, principalmente com campanhas publicitárias. Em 23 de janeiro de 1984 a associação instala sua sede junto à Cooperativa de Crédito Serrana. Ainda neste ano a ACIC, que já possuía 139 sócios, colaboraria na organização da Associação Comercial e Industrial de São Francisco de Paula.

Em setembro de 1985, a ACIC se transfere para uma sala no Edifício Querência, onde instala o SINE (Serviço Nacional de Empregos). Neste mesmo mês, no entanto Ricardo anuncia sua ida para a cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina. O empresário Adelar Dias assume a presidência até a eleição da nova diretoria, que acontece em 25 de novembro de 1985.

ACIC adquire terreno - Libório Schlieper é o escolhido para liderar a entidade até 1987. No início da gestão, a associação dá o primeiro passo em direção à realização de um sonho - a sede própria. Em janeiro de 1986 a ACIC adquire um terreno da antiga fábrica Sonelli, consumida por incêndio em 1982. A construção do prédio, porém, ainda aguarda uma situação financeira mais favorável. Neste período se inicia o ciclo das palestras, com a presença de representantes de entidades como FIERGS, Federasul, CRTUR, CEEE e DAER. O intercâmbio empresarial levou uma comitiva de associados à Toledo, no Paraná, para conhecer o plano de desenvolvimento da cidade baseado em empresas comunitárias. Em 23 e novembro de 1987 Schlieper é reeleito para a gestão 88/89. Neste ano inicia a pressão ao Caracol e pela duplicação da RS-235, obras que se concretizam nos anos 90. A ACIC ainda se responsabiliza por uma campanha de ajuda ao hospital. O resultado são fundos financeiros suficientes para a construção de uma sala de raio-x. No início de 1988, o rompimento com o SINE se torna inevitável pelo alto custo de manutenção do serviço. O sistema encerrava suas atividades junto à associação tendo atendido mais de cinco mil pessoas em três anos. No ano seguinte é a vez de Pedro Gois Viezzer manobrar as rédeas da entidade que se consolidava cada vez mais.
 
Aposta no Turismo - As realizações da diretoria 90/91, eleita em 20 de novembro de 1989, tiveram como ponto de partida o projeto "Região das hortênsias", que propôs a venda de uma nova imagem turística da Serra. Apostando no potencial econômico do turismo, as ACIs de Canela, Gramado, Nova Petrópolis e São Francisco de Paula se unem para criar a Câmara da Indústria e Comércio da Região das Hortênsias e lançar o "Passaporte das Hortênsias", novo incremento nas vendas dos quatro municípios. A Câmara, instalada em 17 de maio de 1990, durou apenas um ano, mas sua importância fez os empresários decidirem pela sua reativação em 1994. Em 1991 outro órgão surge da integração dos ACIs: o Conselho de Desenvolvimento da Região das Hortênsias, decisivo no processo de detecção dos anseios regionais.

ACIC premia empresários e trabalhadores - Após ter incentivado a qualificação dos empresários através de convênio e cursos, a ACIC entendeu que chegara a hora de premiar esse esforço instituído o troféu "Destaque Empresarial" para os melhores nas áreas do comércio, da indústria e serviços. Da mesma forma, a associação resolveu reconhecer a dedicação do trabalhador através do concurso "Operário Canela". Ambos os prêmios são entregues de dois em dois anos alternadamente.  

Apoio na instalação da Escola do SENAI - Outro troféu para o trabalhador foi a instalação de uma escola SENAI no município, conquista saboreada na gestão do empresário Ciro Cristovão Dias, eleito em 11 de novembro de 1991. Inaugurada em janeiro de 1991, a escola até hoje é o principal centro de aprimoramento técnico da mão-de-obra.

Turismo se consolida – É criada em 1992, a ACIC-Turismo e a Central de Reservas. Os novos projetos são responsáveis, respectivamente, pelas campanhas de inverno de 92 e 93 e pelo acesso rápido do público ao serviço de reservas de hotéis do telefone (54) 282-2200. Ainda em 1992 a ACIC firma convênio com o Serviço de Apoio à Pequena e Média Empresa (SEBRAE). No ano seguinte é a vez do contrato com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), resgatando o serviço de oferta de emprego ao trabalhador. O CIEE foi instado na nova sede da entidade, inaugurada no dia 26 de junho de 1992 na rua Júlio de Castilhos, 248. Em 23 de novembro de 1993, a associação expande suas relações com a assinatura do terno de irmandade entre Canela e Bombinhas, em Santa Catarina. as cidades-irmãs, visando o conhecimento das potencialidades turísticas de cada lugar, promoveram viagens para visitação mútua estabelecendo, assim, um fértil intercâmbio. O acordo resgatou tentativas anteriores de irmandades, como as com LLshofen, Alemanha, em 1981, e com Minas, no Uruguai, em 1991, que não se concretizaram efetivamente.
 

ACIC é declarada de utilidade pública - Por estas iniciativas de fomento ao desenvolvimento local é que a ACIC conquistou o respeito e o reconhecimento de poder municipal. No dia 09 de dezembro de 1993 a entidade era declarada de utilidade pública. Foi com este estímulo que o empresário Nelson Petry, eleito em 22 de novembro daquele ano, assumiria a presidência da ACIC para a gestão 94/95. Ao longo destes 50 anos, a ACIC enfrentou muitos percalços na busca da consolidação como entidade representativa da classe empresarial. As conquistas alcançadas em sua história de vida, no entanto, sensibilizaram os empresários, que souberam retomar o caminho nos momentos difíceis e garantir a continuidade da associação. A atual diretoria, presidida por Nelson Petry, avançou sobre uma base sólida, construída e impulsionada a cada década. A gestão 94/95 iniciou com um único objetivo: unir os empresários em torno de uma proposta de desenvolvimento a incentivar a qualificação profissional e o turismo. A diretoria da ACIC pode comemorar conquistas que colocaram Canela em um contexto pioneiro. Quando ainda muitos municípios ainda lutam por um núcleo de assessoramento empresarial, por exemplo, Canela já possuía dois balcões SEBRAE permanentes oferecendo desde informações simples até linhas de financiamentos específicos para as micro e pequenas empresas. Esse privilégio começou a ser alcançado no dia 14 de abril de 1994, quando era inaugurado na agência do Banco do Brasil o balcão SEBRAE itinerante, após muita pressão da ACIC. Em maio a entidade também estendeu a mão ao fabricante do artesanato local, que reivindicava maior atenção do poder público. naquele mês, a ACIC criou, junto à sede das entidade, o núcleo dos artesãos. A classe agora dispõe de toda a assistência necessária ao seu trabalho através de atendimentos semanal da gerente regional da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social.

Criação do Fundo de Turismo - Na área econômica, a ACIC assumiu a responsabilidade de criar o Fundo de Turismo, pré-requisito para que o município receba as verbas federais previstas no Plano Nacional de Municipalização do Turismo (PNMT) às cidades com esse potencial. O Fundo, lançado no dia 17 de agosto de 1994, vem paulatinamente conquistando a adesão dos empresários. A associação considera importante o modo como se institui o Fundo, sem a obrigatoriedade de lei. Com os recursos arrecadados, a ACIC quer trazer novos cursos, investir em folheteria turística e na participação de representantes da entidade em eventos fora do município. Neste ano a entidade ainda se engajou na campanha para salvar o hospital de caridade, sugeriu projeto para normalização das placas de propaganda da cidade e passou a promover o concurso Rainha da Indústria e Comércio. A ACIC também é destaque na região da hortênsias por ser a atual sede da Câmara da Industrial e Comércio. Para 1995, os planos da diretoria são estreitar ainda mais os laços do empresariado com a associação. Nelson Petry entende que é preciso promover discussões voltadas a atender as dificuldades específicas de cada associado, tornando a entidade verdadeiramente representativa e conseqüentemente, mais forte.


Em comemoração aos 50 anos da entidade, foi realizado um jantar homenageando os ex-presidentes da entidade, coroando a rainha e princesas e entrega de uma revista contando a história da entidade. Em abril de 1995 a ACIC disponibilizou um professor para a realização do curso supletivo, um projeto do SENAI e SESI, com convênio da ACIC.


Em janeiro de 1995, Nelson Pedroso da Cunha funcionário do Escritório de Contabilidade Deport, foi o operário Canela/94, também foram eleitas rainha e princesas do cinqüentenário da ACIC: 2ª Princesa: Maria Terezinha da Silva Gross; 1ª Princesa: Emilene Stopassola; Rainha: Érica Cassiana Buchebuan.
 

Em junho de 1995 a ACIC muda a sua sede para a Rua Felisberto Soares, 47. Em julho a ACIC realiza reunião com entidades para tratar da segurança do município. Em agosto a ACIC participa da reunião da Federasul como convidado do Presidente, sendo apresentado os trabalhos que a entidade está desenvolvendo e apresentando o Fundo de Turismo.


ACIC aposta em treinamentos - Em janeiro de 1996 é composta uma comissão para tratar da sede própria da entidade, que está sobre a presidência do empresário Elizeu Dreyer, neste período foi implantado o Projeto de Qualidade Total na ACIC, com a realização do Treinamento do SEBRAE com a participação de 12 empresas.  Com o objetivo de melhor atender os associados na realização de treinamento, a entidade adquiriu TV, Vídeo-cassete, retro-projetor e tela. Em abril inicia o processo de informatização da entidade, o primeiro computador foi adquirido no final de 1995. Em agosto iniciou o Projeto Muni Empresa da Associação Júnior Achievement com o curso para os empresários, em setembro é montada a empresa "Sacô Canela S.A/E , que fabricava biscoitos de canela, com os alunos da Escola Cenecista Cidade das Hortênsias. A solenidade de formatura foi em dezembro do mesmo ano. Em outubro foi firmado convênio com o SENAI para a realização do Telecurso 2000.

Fundo de Turismo é regulamentado: criado o Regimento do Fundo de Turismo, aprovado pelo Conselho Deliberativo em maio de 1996 e em junho contratada a empresa Forma & Meio Turismo e Marketing para assessorar e administrar o Fundo de Turismo.

A diretoria sentindo a necessidade de agregar mais membros na diretoria para atender a demanda dos associados, criou em julho o cargo de representantes de ruas.

Em 1997, firmada parceria da ACIC, Prefeitura Municipal de Canela e JB Promoções na realização da Expocanela, feira e mostra de produtos de Canela.

ACIC elege a 1ª presidente mulher - Eleita a 1ª presidente mulher da história da ACIC. Em Dezembro de 1997, o Arquiteto Ditmar Bellmann, fez um projeto para a sede da entidade.
 
Parceria com Prefeitura para gerir o turismo - Em 1998 foi firmado convênio com a Prefeitura Municipal que passou a taxa de ISSQN de 1,5% para 3% tendo como base a ocupação de 30% em contrapartida o município repassará R$ 4.000,00 por mês e os hotéis não precisam contribuir com o Fundo de Desenvolvimento do Turismo de Canela.

Comunicação com, associado: Sentindo a necessidade de manter uma comunicação mais efetiva com os associados, a entidade no mês de março lançou o 1º Boletim Informativo, com edição mensal.

Apoio a eventos: A ACIC em apoio ao Chocofest realizou concurso de vitrines e jardins com motivos de Páscoa, as três escolhidas foram homenageadas em reunião almoço da entidade. Em maio o Fundo de Turismo iniciou um trabalho para a padronização das placas indicativas da cidade. Ainda neste mês foi criado o selo (adesivo para automóveis) de Canela. A ACIC também participou da Festa Colonial de Canela com um stand. No mês de junho é instalada uma Central Telefônica na entidade, para melhor atender os clientes.

Fiscalização e Segurança: Mobilização da ACIC com a participação da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Ministério Público, Delegacia de Polícia, Brigada Militar e Fundação Cultural para tratar de assuntos relevantes como: ambulantes, panfletagem, pedintes e segurança entre outros.

Parceria: Em 1998 a ACIC juntamente com a Prefeitura Municipal de Canela realizou o Programa "Business Basics" da Associação Júnior Achievement nas Escolas Municipais com turmas de 5ª a 8ª séries de 1º grau.

Amigo da ACIC: Em novembro foi criado o diploma "Amigo da ACIC" o primeiro a recebê-lo foi Gildo Oppitz que doou 20 cadeiras universitárias estofadas para a sala de treinamentos.

Informatização: A ACIC conta com serviço de internet a partir de setembro de 1999.

Criado Mérito ACIC: em novembro de 1999 foi criado o Mérito ACIC, uma parceria da ACIC e UCS – NUCAN, com o objetivo de coibir a entrada de empresas de fora que realizam pesquisas no município, visando somente o lado financeiro.  

Mudança de sede: No dia 30 de dezembro entidade mudou-se para a Rua Júlio de Castilhos, 328 1º andar.
 
Planejamento Estratégico: Em janeiro de 2000 a diretoria, conselho deliberativo e funcionários da ACIC participaram do planejamento estratégico da entidade.

Parceiros Voluntários: No mês de fevereiro a Parceiros Voluntários integra-se a ACIC, sendo lançada oficialmente, em palestra realizada no Teatro Municipal, com a presença de Maria Helena Jonhpeter

Linha Turística: Implantada em abril a Linha Turística uma parceria ACIC/Fundo de Turismo e Citral.

Convênios: Em julho é firmado convênio com a UNIMED, fornecendo assistência médica aos funcionários. Em novembro a ACIC firmou convênio com a Telefônica Celular, oferecendo plano com valores reduzidos aos associados.

Galeria dos ex-presidentes: Flávia Azevedo organizou um coquetel para a solenidade de inauguração da Galeria dos Ex-Presidentes e encerramento de sua atividade como presidente da ACIC, sendo eleito para a próxima gestão o empresário Marcos Enôr Zimmermann, sendo que foi a primeira vez que teve duas chapas inscritas.
 
ACIC realiza feira: Realização da Canela Mostra Tudo - Feira de Produtos de Canela, em julho de 2000, o evento foi destinado somente para empresas de Canela, o evento devido ao sucesso alcançado, foi realizado também no ano de 2001.

Convênios: O envolvimento da entidade na comunidade quer seja como apoiadora ou realizadora, foi fundamental para a realização do evento Garota Verão 2001; juntamente com o Chocofest do concurso de jardins e vitrines; conquista de um cartão telefônico com imagem da Cascata do Caracol; participação de negociações com Ministério Esporte e Turismo, captando verbas para eventos do município; lançamento do Pólo Tecnológico de Canela, em reunião promovida pela ACIC.

Ações no turismo - a ACIC fez o lançamento do CD Rom de Canela, com imagens para serem utilizadas nos estabelecimentos comerciais e para encaminhamento as agências de turismo; auxiliou financeiro ao evento Sonho de Natal, através de recursos do Fundo de Turismo; No mês de outubro novo visual da página www.canelaturismo.com.br. Também neste ano foi confeccionado o calendário do próximo ano, com fotos dos pontos turísticos da cidade.

Informação e conhecimento aos associados – a ACIC criou uma videoteca, com o apoio dos associados que fizeram a doação de fitas; organizou uma missão empresarial à GM em Gravataí; com o objetivo de melhorar a comunicação com os associados, uma deficiência detectada no planejamento estratégico da ACIC, foi criado o Informe Virtual, no mês de setembro
 
Nova diretoria: Marcos Enôr Zimmermann é reeleito para mais um mandato na presidência da ACIC, em Assembléia do Colégio Eleitoral no mês de novembro, que pela segunda vez consecutiva é apresentada duas chapas.

A partir de fevereiro de 2003, aproximação com a Secretaria Estadual de Turismo, com representantes de Canela na elaboração do Planejamento Estratégico da SECTUR. A ACIC participou ativamente da mobilização para viabilizar as gravações da novela das 18 horas da Rede Globo "Chocolate com Pimenta", em Canela e Região.

Investimento na comunicação - No dia 14 de junho vai ao ar o 1º programa ACIC em Ação na Rádio Clube AM, tendo como entrevistado o 1º Presidente da ACIC, Sr. Osmildo Oppitz.

Em agosto foi aprovado pelo Conselho Deliberativo, a venda do terreno para a compra da sede própria, uma sala na Av. Osvaldo Aranha, 54.


A ACIC participa da realização do I Congresso das Entidades Filiadas à Federasul, com apresentação do case sobre o Fundo de Turismo. Em setembro acontece o Lançamento do Passaporte dos Parques. Também em setembro foi firmado convênio com o Banco do Brasil, visando oferecer aos associados da ACIC a possibilidade de contrair empréstimo com custos reduzidos e maior parcela de capital financiado. Foi confeccionado o CD de Natal, com músicas do Grupo Bocallis, para distribuição aos associados e comercialização. Calendário de mesa para 2004, com fotos dos atrativos turísticos participantes do Passaporte dos Parques. Ainda em 2003 a ACIC apoiou o Projeto do Posto Móvel da Brigada Militar.
 
Em fevereiro de 2004 foi firmado convênio com a Geral Transportes para recolhimento de resíduos comerciais e industriais.

Participações na decoração da Rua Felisberto Soares durante a Semana da Páscoa, adquiriu mudas de flores para ornamentação da Av. Osvaldo Aranha e incentivou os lojistas e moradores para decorarem seus estabelecimentos, comercializando peças para decoração de jardins.
No mês de abril foi lançado o estúdio de inverno da Band TV em reunião da ACIC. Também em abril o presidente da ACIC é convidado o compor a chapa da diretoria na Federasul, co cargo de Diretor Regional.

Mobilização através da Parceiros Voluntários para a confecção de quadradinhos de tricô para montagem de colchas que serão destinadas aos idosos carentes de Canela.

No mês de junho deu inicio o processo de pesquisa com empresas de canela com o objetivo de verificar o comprometimento e interesse na realização de um Projeto de Sorteios tipo "Compre em Canela".


Instalado no mês de julho um escritório do SEBRAE na sede da ACIC. A ACIC participa do Congresso de Entidades Filiadas a Federasul, apresentando o case “Como a tecnologia auxilia as entidades”, com apresentação do Informativo Virtual e lançamento do site de Canela. Assinado protocolo de intenções para a instalação do Projeto Empreender na ACIC.


Firmado convênio com Yazigi para cursos das línguas estrangeiras, inglês e espanhol, aos funcionários de empresas associadas a ACIC. Instalada uma Central de Projetos na ACIC. A diretoria faz forte pressão junto a Prefeitura referente alteração nas alíquotas do ISSQN. Aproximação com a Universidade de Caxias do Sul, sendo solicitado ampliação dos cursos oferecidos. Debatido em entidades afins o assunto feiras e segurança.

ACIC completará em janeiro 60 anos, para marcar a data, é confeccionado relógio de parede, para distribuir aos associados.


Diretoria 2005/2006


Apresentado aos associados a proposta de realização de uma campanha para incremento de vendas e movimento na cidade nos meses de janeiro e fevereiro de 2005, conforme resultado de pesquisa realizada com 156 estabelecimentos sendo em 24 bairros e centro da cidade, para ver a viabilidade de realizar programa de compras com sorteio de prêmios.


A ACIC foi homenageada, no mês de janeiro de 2005, pela FEDERASUL em comemoração dos 60 anos da entidade. Criação e lançamento do selo comemorativo aos 60 anos da ACIC. Adquirido mais um computador para a entidade. Retomada dos Programas da Associação Júnior Achievement, inicialmente com a COOPEC. Firmada parceria com o Veraneio da Serra para realização de treinamentos. Em maio a ACIC participou na alteração de lei que regulamenta a realização de feiras no município de Canela, sendo criado um conselho com representantes da Prefeitura, Câmara de Vereadores e ACIC, a presidência do Conselho é do presidente da ACIC.


Para ampliar o número de associados, foi lançada a Campanha Expande ACIC – Fundo de Turismo. A ACIC com o apoio da Prefeitura Municipal de Canela através da Secretaria de Obras juntamente com os empresários da Av. Júlio de Castilhos estão viabilizando a instalação de lixeiras com floreira. Lançamento da Campanha “Compre em Canela”. Manifestação em relação a reajuste ISSQN.


Janeiro 2006, aprovada a instalação de um Balcão SEBRAE em Canela, o mesmo terá sede individual. O pagamento do aluguel será via convênio ACIC-Prefeitura. No mês de maio, contratada a empresa IAFE Promoções Turísticas para gerenciar o Fundo de Turismo, a ACIC participa na Festa da Música, realizando concurso de vitrines, distribuição de convites aos associados e confecção de toalhas para hotéis e restaurantes com a programação do evento. A entidade investe adquirido um projetor de multimídia. Em junho a ACIC firmou convênio com profissionais da área de segurança no trabalho para dar consultoria aos associados. Apoio na Consulta popular, disponibilizando funcionários para buscar os votos nas empresas. Colocado em prática a Sessão de Vídeo, que acontecerá uma sessão por mês.


Durante o mês de Julho forte pressão para que feiras tipo a de inverno não mais aconteçam na cidade.


Divulgado os vencedores do Concurso IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil para reformulação do Portal de entrada da cidade e Praça central e entorno da praça, a ACIC patrocinou o 1º e 3º lugares, com R$ 15.000,00 e R$ 5.000,00 respectivamente. Em agosto foi realizado reforma na entidade, com pintura e reorganização das salas. Móveis novos para o Fundo de Turismo. Colocado em funcionamento novo Controle Financeiro.. Participação na Adventure Sport Fair. Site www.canelaturismo.com.br colocado no ar. Em setembro A ACIC adquiriu mais um micro computador e um quadro branco. 


ACI Referência 2006 - A ACIC concorreu com outros municípios gaúchos no Prêmio ACI Referência 2006, com o Projeto Fundo de Desenvolvimento para o Turismo, sendo escolhido para representar o estado do Rio Grande do Sul na etapa nacional. A ACIC foi a grande vencedora do Prêmio ACI referência 2006, cujo prêmio foi recebido pelo presidente da entidade, Roy Ricardo Michaelsen durante o Congresso da CACB em Brasília, nos dias 14 e 15 de novembro.


Diretoria interina


Em janeiro de 2007, como não foi apresentada chapa para concorrer a presidência da entidade, o Presidente do Conselho Deliberativo, Ricardo Campos Mentz e o vice-presidente, Paulo Roberto Drechsler assumem a presidência e vice-presidência da entidade até o mês de abril, quando André Stopassola.


Durante o processo de transição da presidência da entidade, grupos se formaram, a exemplo do Fundo de Turismo, foi criado grupo do comércio, indústria e serviços.


Neste período houve uma forte união entre a entidade e os empresários, que resultou na decoração das ruas da cidade para a Páscoa, sendo executado projeto de autoria das empresárias Neusa Jahn e Adriana Fávero. Adriana e Neusa fizeram o projeto voluntariamente e os empresários participaram com contribuições.


No dia 12 de abril, em jantar festivo, realizado no Hotel Continental de Canela, a nova diretoria, eleita para o mandato 2006/2007, sob a presidência de André Stopassola toma posse.


Com o sucesso do evento Páscoa em Canela, os empresários decidiram fazer uma decoração para a Temporada de Inverno. Aproveitando o Festival Internacional de Bonecos, a decoração teve como tema bonecos, o projeto foi idealizado por Monalise Oppitz e Silvana Patzinger.
 
Nesta gestão foram criados grupos setoriais: Comércio, Indústria e Serviços, a exemplo do grupo de Turismo. 


Identidade Visual de Canela: O Setor do comércio reuniu arquitetos e engenheiros com o objetivo colocar no Plano Diretor uma diretriz para a Identidade visual arquitetônica.


Plano de Saúde: Fechado convênio com a UNIMED, com valor diferenciado aos associados, sem taxa de inclusão e liberado o número de vidas por empresa.


Pedágios: A ACIC lutou, juntamente com outras entidades de classe da região para redução do valor dos pedágios.


Decoração Semana da Criança: Com a participação da ACIC, as ruas centrais de Canela foram decoradas para a semana da criança.


Missão Chile e Argentina: Um grupo de empresários ligados ao trade turístico e representantes da Prefeitura participou de uma missão empresarial na Argentina e Chile, trazendo sugestões e idéias para serem aplicadas em Canela.


Apoio a eventos: a ACIC apoiou os eventos Páscoa, Semana da Criança, Semana do Bebê, com captação interna para decoração da cidade.


Comissionamento: A diretoria criou um plano de comissionamento dos serviços e produtos da entidade. Valor da primeira mensalidade integral e demais produtos e serviços, 20% do resultado líquido, o rateio é dividido entre todos os colaboradores, de acordo com a carga horária de cada um.


Crédito Certo Federasul: A ACIC firmou convênio para implantação do Credito Certo, parceria Federasul/SERASA. A ACIC foi escolhida como cidade piloto, juntamente com outras 9 entidades.


ICMS: A ACIC entrou com liminar que suspende a cobrança da diferença do ICMS, contratada a advogada Janete Dambrós.


Rota Panorâmica: A ACIC em parceria com a Prefeitura Municipal, realizou campanha junto aos associados da Estrada São João e Caracol/Parque Ferradura, arrecadando valor para o pagamento do projeto.


Diretoria da Federasul: A vice Presidente Astrid Niewöhner, foi eleita como diretoria regional e José Carlos Silveira como Vice Presidente, representando a Região das Hortênsias.


Candidatos a Prefeito: A ACIC realizou reunião jantar com os 3 candidatos a Prefeitura Municipal de Canela: José Vellinho Pinto, Constantino Orsolin e Cleomar Eraldo Port, tendo como mediador Hilmar Kannenberg, da Rádio Transamérica.


Diretoria 2009/2010


Sob a presidência de Marcos Mazzutti de Castro. Por motivo de transferência do presidente, assume a presidência, no mês de maio o vice presidente da área de serviços, Carlos Alexandre Raymundo.


Planejamento Estratégico: Realizado Planejamento da entidade, com a participação da diretoria e colaboradores.


Apresentação de novos sócios: Os novos sócios da entidade, do mês, são apresentados aos demais em reunião jantar mensal.


Assessoria de Imprensa e Agência de Publicidade: Contratada assessoria de imprensa para a entidade, através de propostas dos associados, a empresa escolhida foi Santos e Zanatta e Agência de Publicidade Rosés e Associados.


Mudança de sede: A entidade mudou sua sede para a Av. Ernani Kröeff Fleck, 375. Aquisição de móveis para a parte administrativa e novas cadeiras, personalizadas, para o auditório.


Congresso Federasul: A ACIC apresentou o case Vivacidade Fachadas e Vivacidade Calçadas, no 7º Congresso de Entidades Filiadas à Federasul, no Hotel Serra Azul em Gramado.


Grupos Setoriais: Criado dentro da entidade grupos setoriais, a exemplo ao já existente do turismo, para comércio, indústria e Prestação de Serviços que reúnem-se quinzenalmente na sede da entidade.


Lei Feiras: participação da entidade na elaboração da Lei de disciplina Feiras no município de Canela.


Sonho de Natal: Captação local realizada pelos colaboradores da entidade, mediante comissão de 12%, divididas igualmente entre todos.


Homenagem: A ACIC recebeu homenagem da Federasul, em reunião almoço, pela passagem do 65º aniversário.


Sabores de Canela: Com o objetivo de movimentar o setor gastronômico do município, acontece o I Sabores de Canela. No qual participam somente restaurantes do município e cada um deve apresentar uma receita exclusivamente para o evento, utilizando no prato a especiaria canela.


Equipamentos para Brigada Militar: A ACIC intermediou a doação, de associados, de 5 rádios para a Brigada Militar.


Vídeo de Canela: A ACIC juntamente com a Prefeitura Municipal de Canela lançou o vídeo institucional da cidade.


Carro Próprio: A ACIC adquire um gol para uso da entidade.


10 anos da Parceiros Voluntários unidade Canela: Realizado jantar comemorativo aos 10 anos da PV Canela, mantida junto a sede da ACIC, na ocasião as empresas mantenedoras foram homenageadas.


Canela Show de Prêmios: A ACIC realizou, com o apoio da Prefeitura Municipal, a Campanha que teve como objetivo incrementar as vendas nas empresas conveniadas, de forma gratuita. As mesmas concorreram entre si a Notebook. SIM. Processador Celeron T3100. Disco rígido 160GB SATA placa de rede sem fio tela LCD 14”. A campanha foi certificada pela Caixa Econômica Federal. Os consumidores em posse da nota fiscal efetuava a troca por cupons concorrendo a prêmios como: Televisor Tela Plana 29” Philco; Televisor LCD HBuster HD 32 polegadas; Notebook Acer e-machine E627-5436 atlhon 64 1.6/ 2GB/160HD/DVD/WEB/ati redeon HD 3200 graphics/wireless/vga Intel gma 4500/cor preta/ bateria 6 células/Linux/15.6 pol; moto Intruder 125 cc Ano/modelo: 2009/2010, cor preta; automóvel Celta Life 2 portas Ano/modelo: 2010/2010. O sorteio dos prêmios aconteceu no Centro de Feiras de Canela, no dia 29 de dezembro de 2010.


Revista Vitrine ACIC: Por ocasião do Mérito ACIC 2010, a entidade lançou a Revista Vitrine ACIC, com ações realizada neste ano e dados da premiação.


Diretoria 2011/2012

Carlos Alexandre Raymundo reeleito para presidência da entidade, tendo como vice presidentes: Comércio: Neua Jahn, Indústria – Luis Carlos Benetti, Prestação de Serviços – Carlos Sidnei Lucena, Turismo e Tesoureiro – Paulo Roberto Bergamo Drechsler.


Entrega dos Prêmios Canela Show de Prêmios: Em 02 de fevereiro, solenidade de entrega dos prêmios, conforme segue: Notebook para Rissul, empresa participante; Televisor LCD 32’ para Fabiana da Silva Ramos; Notebook para Maria Nelci de Mello Bohn; Moto Intruder 125 para Claudiomir de Oliveira e automóvel Celta Life 2 portas para Maristela Tegner da Luz.


Mérito ACIC e Destaque Empresarial: Definido nova modalidade para realização da pesquisa. Este ano será realizada entre os associados da entidade.


Sabores de Canela: Lançamento, em 15 de maio da 3ª edição do evento o qual foi apresentado como case da ACIC, no 10º Congresso de Entidades Filiadas à Federasul.


Segurança do Trabalho: A ACIC realizou diagnóstico junto as empresas do ramos madeireiro e moveleiro, reunindo este grupo para prestar esclarecimentos relacionados a Lei 3214/78 que regulamenta as condições de Segurança do Trabalho e Higiene.


Regimento Interno: Conselho Deliberativo aprova o Regimento Interno da entidade.


Debate com candidatos a Prefeitura de Canela: em consenso com os partidos, foram criados normas e regras, tendo como mediador o jornalista Juremir Machado.


Carros Antigos: Realizado no mês de novembro o II Encontro Turístico de Carros Antigos de Canela.


Conselho Executivo: Em reunião do Colégio Eleitoral, fica prorrogado até final de março de 2013, Carlos Alexandre Raymundo como presidente da ACIC e Paulo Roberto Bérgamo Drechsler como tesoureiro.