ACIC Canela pede a liberação de tele entrega e tele busca para o comércio local

Cientes da realidade em que nos encontramos devido ao agravamento da pandemia do COVID-19,

preocupados e comprometidos em debater e auxiliar na busca por soluções e medidas que minimizem e combatam

os impactos negativos em todos os aspectos, especialmente os da saúde e os socioeconômicos, nos manifestamos

aqui como representantes legítimos dos setores do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo.

A ACIC conta no momento com aproximadamente 200 empresas associadas, que respondem por mais

de 2.000 empregos diretos, o que significa em torno de 20 % dos empregos de Canela.

Considerando todo o sofrimento e dificuldades financeiras que estas e as demais empresas do

município e da região encontram desde o início da pandemia, há quase um ano, em especial pela dependência

reconhecida que temos das atividades turísticas como propulsoras do desenvolvimento econômico da Região das

Hortênsias.

Considerando todos os esforços que estes empresários, em conjunto com o próprio poder público,

órgãos, instituições e entidades desprenderam ao longo destes meses buscando cumprir todas as medidas,

precauções, protocolos e legislações relativas ao enfrentamento desta situação.

Solicitamos em nome das empresas e empreendedores, embasados por consulta realizada aos

associados por pesquisa eletrônica nesta última segunda-feira, dia 22/02/21, reiterando a manifestação da entidade

no dia de ontem, 23/02/21, realizada presencialmente em reunião no seu Gabinete com a presença de diversas

autoridades e lideranças do município, que a Prefeitura Municipal de Canela autorize, via Decreto Municipal, a

seguinte determinação, o mais breve possível:


AUTORIZAÇÃO PARA O COMÉRCIO EM GERAL PROCEDER A COMERCIALIZAÇÃO ATRAVÉS DOS

FORMATOS TELE-ENTREGA E DRIVE-THRU, ALÉM DO E-COMMERCE, COM A DISPONIBILIDADE DE 25% DOS

FUNCIONÁRIOS PARA A OPERAÇÃO.


Veja o ofício na íntegra:


Oficio Prefeito Decreto Comércio (1)
.pdf
Download PDF • 128KB